Chega às concessionárias Fiat o Uno Mille Economy com novas tecnologias para redução de consumo

AutoMotor
AutoMotor Carros Tunados

Carros Tunados Fotos Carros Tuning - Carros Rebaixados - Fotos Tuning - Automoveis





04/09/2008

Chega às concessionárias Fiat o Uno Mille Economy com novas tecnologias para redução de consumo

Carros - AutoMotor

A Fiat Automóveis investe em tecnologia para redução de consumo, em uma nova versão e em novidades de estilo para a linha 2009 do Uno Mille, que passa a atender os níveis de emissões de poluentes que entrarão em vigor no Brasil em 2009 (Fase V Proconve).

Entre as novidades do modelo 2009 do Fiat Uno Mille está o novo motor Fire Economy 1.0 Flex, que juntamente com um importante conjunto de soluções mecânicas, o torna aproximadamente 10% mais econômico que o modelo anterior.

A nova versão Mille Way Economy foi criada em função do sucesso do Kit Way, que respondia por aproximadamente 30% das vendas. Portanto, agora são quatro opções para o cliente: Mille Fire Economy e Mille Way Economy, disponíveis em 2 e 4 portas.

Com essas novidades e um visual mais moderno, o Fiat Mille Economy continuará imbatível em seu segmento quando se fala em economia, na relação de custo/benefício, na robustez, no baixo custo de manutenção e em durabilidade.

Desde que foi lançado até os nossos dias, é inegável que se trata de um projeto extremamente revolucionário. O carro possui excelentes características de habitabilidade, ergonomia e visibilidade. Até hoje, pontos fortes do produto que atraem os clientes.

Os números de vendas, que o colocam entre os modelos mais vendidos do País, atestam as qualidades e o valor agregado do Fiat Uno, que tem um amplo histórico de sucesso. Com aproximadamente nove milhões de unidades produzidas em todo o mundo desde o seu lançamento, ele é um claro exemplo de soma de qualidades que mantém o interesse e o reconhecimento do consumidor.

As principais evoluções mecânicas do novo Mille Economy são:

• Motor Fire Economy 1.0 Flex. Desenvolvido pela FPT Powertrain Technologies, ele foi totalmente pensado para privilegiar a economia de combustível e os reduzidos níveis de emissões de poluentes. O novo motor Fire Economy 1.0 Flex recebeu um eficiente pacote de desenvolvimento no sentido de melhorar ainda mais o que já era ponto de destaque do Mille Fire: a economia de combustível. Os novos padrões de consumo oferecidos pelo motor foram reduzidos.

• Quinta marcha mais longa. Disponível somente para a versão Mille Fire Economy a caixa de marchas recebeu uma nova relação, mais alongada, para a quinta velocidade. Essa relação, que anteriormente era de 0,872:1, no modelo 2009 passou para 0,838:1. Essa é uma medida que garante a utilização do motor em menor regime de rotações nas estradas e grandes avenidas, o que melhora os padrões de consumo de combustível.

• Novo óleo. A utilização do óleo 5W30 Low Friction, de baixíssimo atrito. Trata-se de um lubrificante com base especial de menor viscosidade, e com aditivação específica para a redução do atrito interno das peças móveis do motor.

• Suspensão. A suspensão dianteira passou a ter uma nova configuração em sua geometria. Os valores de convergência e câmber foram modificados para proporcionar menor resistência ao rolamento e melhorar os valores de economia do carro tanto nos circuitos urbanos quanto nas estradas.

Mille Fire Economy (2009)

Mille Fire (2008)

Câmber dianteiro
00 ± 30’
20’ ± 30’

Convergência dianteira
00 ± 1mm
-2 ± 1mm

Câmber traseiro
-45 ± 30’
1º30’ ± 30’

Convergência traseira
2 ± 2mm
5 ± 2mm

• Pneu de baixa resistência ao rolamento. O Mille Fire Economy é equipado, de série, com pneu de baixa resistência ao rolamento. Sua banda de rodagem foi projetada de forma a reduzir a resistência ao rolamento. Conseqüentemente, colabora para baixar os níveis de consumo.

Os polímeros de última geração utilizados, aliados a uma redução de 5% no peso do pneu, geram menor resistência ao rolamento, garantindo melhor performance em economia de combustível. Se comparado a um pneu normal, ele oferece uma redução do RR (resistência ao rolamento) da ordem de 30%.

• Econômetro. Um indicador de consumo instantâneo foi adicionado ao novo painel de instrumentos, “ensinando” ao motorista a forma mais econômica de dirigir gastando o mínimo de combustível. De funcionamento eletrônico ele é exato nas suas indicações e item decisivo em uma condução voltada para a economia de combustível. Seu funcionamento leva em conta as informações de consumo instantâneo de combustível e velocidade do veículo, ambas fornecidas pela central eletrônica de injeção.

• Guia prático Uno Mille Economy. Traz instruções e dicas para a melhor dirigibilidade com o menor consumo.

O novo motor Fire Economy 1.0 Flex

A engenharia da FPT Powertrain Technologies trabalhou no sentido de reduzir sensivelmente os níveis de consumo e de emissões para o novo Fire Economy 1.0 Flex. As melhorias foram obtidas com a nova central eletrônica e a adoção de novas soluções mecânicas para o motor.

No interior do motor Fire Economy 1.0 Flex, assim como nos sistemas que estão diretamente ligados ao seu funcionamento, várias intervenções foram providenciadas. O propulsor recebeu um novo coletor de escapamento tubular com a fluidodinâmica otimizada, que foi idealizado para proporcionar menores perdas de carga. Também foi adotado um catalisador com maior volume e capacidade de impregnação de metais nobres, para garantir maior retenção e redução de emissões. Com uma grande área transversal e menor altura o conjunto diminui ao máximo a restrição causada pela passagem dos gases pela cerâmica do catalisador.

O mecanismo de comando de válvulas também passou por uma completa revisão. Teve sua massa total reduzida em cerca de 27% utilizando tuchos, pastilhas de regulagem, pratos de mola e válvulas mais leves. Essa solução permitiu uma redução de 25% na carga das molas de válvulas e, conseqüentemente, menor energia despendida para acionar o eixo-comando de válvulas. Com resultado final, redução de consumo e de nível de ruído interno do motor.

Outro ponto diz respeito à redução do peso das bielas. Elas ficaram 30% mais leves com a utilização de um modelo de biela forjada e fraturada. Essa atitude, além de colaborar para a melhoria do consumo de combustível, proporcionou diminuição na vibração e no atrito.

Reduzir o volume de combustível injetado na partida do motor foi mais uma providência tomada para minimizar consumo e emissões. A utilização de um sensor permite que a central reconheça a fase do motor em que a partida possa ser feita de modo seqüencial. Ou seja, injetando combustível em um cilindro por vez. Caso contrário, sem o sensor, a central não reconhece em que estágio está o motor e injeta intermitentemente a mistura nos quatro cilindros ao mesmo tempo, desperdiçando combustível e aumentando a emissão de gases.

A calibragem do motor foi totalmente refeita, sempre no sentido de melhorar os índices de consumo de combustível e emissões de gases. A marcha lenta passou de 850 para 750 rpm, condição que o veículo não precisa de carga extra para a manutenção da tensão elétrica (ex: condições com ar condicionado desligado, faróis apagados, limpadores de pára-brisa e desembaçadores desligados).

Para completar a receita mecânica também foram otimizados os mapas de mistura para o consumo e o controle da sonda lambda para as emissões.

Novidades no estilo

Externamente, o novo Mille Fire Economy recebeu nova grade na cor cinza com frisos cromados, calotas, rodas de liga leve com aro de 13 polegadas de diâmetro (opcionais), lanternas traseiras fumê e a nova logo Fiat em vermelho ― na dianteira, traseira, volante, chave e calotas. Outra novidade encontra-se nos pára-choques, que agora são na mesma cor da carroceria, deixando o modelo mais elegante.

Internamente, o painel central de instrumentos recebeu nova cor e foi adotada uma padronagem diferenciada para o tecido da forração de bancos e painéis de portas.

Além das inovações acima citadas, a versão Mille Way Economy recebeu nova grade, nova padronagem de tecido, pára-choques e molduras de pára-lamas injetados na cor Cinza, faixas laterais que identificam a versão e as novas siglas Economy e Mille Way ― na parte traseira. A versão Way traz, ainda, suspensões mais altas e pneus de perfil série 70 (175/70 R 13).

Um modelo para todos

Na atualidade é o modelo que melhor atende a inúmeras necessidades do mercado na categoria. E com as novidades da linha 2009 o Fiat Mille Economy irá satisfazer ainda mais o seu amplo público. Ele é o preferido como opção racional de compra, tem sido o modelo predileto de quem decidiu adquirir um carro zero pela primeira vez. Também está na lista de prioridades de jovens universitários, como o segundo carro da família, além de ser o escolhido pelos profissionais liberais que necessitam de um automóvel de trabalho com excelente relação de custo/benefício, baixo valor de manutenção, economia e durabilidade em qualquer circunstância de utilização.

.

.

Carros Tunados, Carros Tuning

Salão de Carros Tunados de 2010
Veja varios carros tunados do Sema Show 2012
Muitas pickups Ford no Sema Show 2012
Pick-ups Rebaixadas do Sema Show 2012
Sema Show de 2012
Gol Tunado Fotos
Parati Tunada Fotos
McLaren F1 Tunada Fotos
Um Fusca Com Rodas aro 17
Fusca com Motor AP


Carros, Noticias do Mercado de Automóveis, noticias Carros

Fiat Palio Fire Economy ganha Série Especial Itália
Fiat Strada 2014 tres portas
Chevrolet Onix 2013
Chevrolet Cobalt 2014 passa a contar com sistema MyLink
Novidades da Jac Motors no salão de SHANGHAI 2013
Linha 2013 do Renault Symbol
Conheça o SUV Renault Duster
Nissan Sentra 2012
Conheça família Nissan Livina 2012
Nissan Versa
Nissan March
Renault do Brasil comemora 2011 como a marca que mais ampliou participação de mercado no ano
Conheça o Novo Fiat Palio
Novo Peugeot modelo 2012
Renault Logan 2012
Todos os anuncios veiculados neste site são de inteira responsabilidade de seus anunciantes. O Automotor não se responsabiliza por produtos ou serviços oferecidos nem da qualquer tipo de garantia, sendo estas de obrigação dos proprios anunciantes.
E proibido a reprodução total ou parcial de qualquer parte deste site.

Todas as marcas e modelos aqui citados pertencem a seus respectivos proprietários.